Quantos anos tem o meu filho?

Estou na luta contra a balança!

Emoções


MusicPlaylistRingtones
Create a playlist at MixPod.com

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

As Palavras Que Nunca Te Direi




"As Palavras Que Nunca Te Direi" é o nome de um best seller fantástico de Nicholas Sparks e que me foi emprestado pela minha amiga Nocas.

Adorei lê-lo, foi uma história de amor realmente emocionante!! Ao ler este fantástico livro, parecia que estava lá dentro da história a assitir a tudo!

Viajei no "Happenstance" juntamente com Garrett e Theresa , assisti ao nascer daquele amor que começou com uma mensagem numa garrafa.
Há amores que estão destinados a Ser...outros nem por isso.
Garrett envia para o mar uma garrafa com uma carta de amor para a sua falecida esposa como forma de exorcizar a sua dor.

Ironia do destino, essa carta será lida por Theresa que se apaixona pela sensibilidade de um homem que desconhece.

Assisti ao desenvolvimento daquele romance e pactuei com o sofrimento daquelas personagens que, por orgulho, não tiveram coragem para desnudar os seus sentimentos e deixaram ficar tanto por dizer, isto porque descobriram demasiado tarde que se amavam. Garrett acaba por morrer.

No final da obra Theresa tem apenas para recordar uma mão cheia de um amor fugaz (apesar de intenso) e todo o desespero do que poderia ter sido.

Quando perdemos alguém que amamos, e que veio fazer a nossa vida mais colorida, instala-se um desespero por todas as palavras amargas que foram ditas; pelas palavras venenosas que se infiltraram na nossa corrente sanguínea e fizeram adoecer o nosso sangue; pelas palavras que feriram mais do que punhais e dilaceraram todo o nosso ser.

Mas também nos dói, e muito mais, as palavras que ficaram por dizer. Quando alguém parte da nossa vida sentimos que nunca lhe demonstrámos o quanto a amávamos; que nunca lhe dissemos que a nossa vida era mais bonita, mais perfumada só porque ela ali estava; nunca lhe dissemos que o seu vazio deixaria um buraco negro na nossa alma, difícil de preencher com luz.

E é tão simples...
Basta olhar nos olhos - porque estes são o espelho da alma - não ter pudor se uma lágrima teimosa cair e dizer «Eu amo-te».
Mas temos vergonha, achamos que é uma fraqueza mostrar a nossa fragilidade e os nossos sentimentos.

Recomendo a todas as pessoas românticas, como eu, que se deliciem e chorem com este livro! E não só este livro, mas todos os outros do mesmo autor, porque ele escreve maravilhosamente bem!!
Obrigada Nocas por me teres dado a conhecer Nicholas Sparks!!

2 comentários:

Sereia* disse...

E as lagrimitas teimosas são mesmo a tua cara, amiga!
Por acaso já tinha pensado que faltava um post que falasse de romantismo...
eheh

Mamã Nocas disse...

Amei o livro...lindo.Vivi esta história intensamente. Tenho mais livros, se quiseres? diz...